segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Gafisa semanal

Uma rápida explicação sobre o uso de Gann na Gafisa:

A técnica consiste em identificar um comportamento cíclico na ação. No gráfico semanal, esses ciclos estão marcados pelas linhas verticais verdes. Trata-se de um ciclo de 21 semanas. O segundo passo é criar um grid. Isso é feito encontrando uma relação entre tempo (ciclo) e preço. Essa é a grande diferença dessa técnica com todas as outras. Não existe a união de pontos, a tradicional linha de tendência. O que há é uma relação de ordem matemática, o que torna a técnica simples, mas de difícil assimilação para quem está acostumado com LTAs e LTBs. A relação empregada no caso da Gafisa é 2x1 (21 semanas = R$ 10,50).

Tendo identificado o ciclo e a relação preço x tempo, desenhamos no gráfico o grid. Agora podemos localizar os pontos de entrada. No caso, o ponto de entrada é no inicio de cada ciclo, ou seja, nas linhas verticais verdes. Mas apenas isso não é suficiente. É preciso saber se o ciclo será de alta ou de baixa. Para isso, traçamos uma reta (em azul) paralela uma diagonal do grid. Essa reta na é uma LTA e não une candles: ela é uma reta que segue a relação tempo e preço adotada (no caso: 21 x $10,5). Se as cotações respeitarem essa reta (gann-line), sabemos que temos um período de alta. A alta continua até a perda deste suporte (a reta azul ou gann-line). Portanto, o ponto de saída é o momento que se perde o gann-line (linha azul).

No momento a Gafisa está respeitando o Gann-line, mantendo uma tendência de alta. Observar que depois dessa semana, na próxima, chegamos a um ponto onde cruzam duas diagonais do grid. Esse é um momento propicio para uma mudança de rumo dentro do ciclo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Muito clara a explicação, obrigado.
Apenas duas perguntas:
1. Como você encontra estes papéis? Olhando um por um até achar a galinha dos ovos de ouro? Treinando o olho para identificar? Entre as big caps x small caps?
2. Você citou o ciclo de 21 dias, porém como gráfico é semanal, seriam 21 semanas. Correto?

Obrigado mais uma vez

Abaco disse...

1 - A escolha de Gafisa foi fundamentalista. Eu queria acompanhar uma construtora e achei que, pelo ponto de vista da análise fundamentalista, ela era a melhor do setor. Mas a técnica pode ser aplicada em qualquer ativo. A publicação no blog desta ação especifica foi mais por um carater educativo, visto que praticamente ninguém usa essa técnica no Brasil.

2 - Força do hábito. É tudo semanal.