domingo, 3 de maio de 2015

FII: quatro fundos para o mês de maio

O resultado de abril foi surpreendente, mas continuamos acreditando que o mercado de FIIs ainda vá sofrer pressões pela situação econômica do país. A alta da SELIC e a inflação elevada vão continuar beneficiando os fundos de papel e por isso optamos por elevar nossa concentração neste tipo de fundo. Assim, retiramos SPTW11 da carteira, apesar de seu DY estratosférico. Em seu lugar colocamos XPGA11. Essa carteira é mais conservadora e pode ser mantida por longo tempo, não apenas por um mês.

XPGA11: No final de março este fundo tinha um valor patrimonial de R$ 103,10, enquanto sua cotação, no final de abril, era de R$ 87,00. Por causa da nova metodologia de calculo de resultado a ser distribuído, esse fundo tende continuar elevando seu valor patrimonial. O resultado é o surgimento deste fantástico "desconto". Mas esse não é o único motivo para indicar XPGA11. Mesmo com a nova metodologia, o DY do fundo já é de 1% ao mês, resultado dos últimos aumentos nas distribuições. O atual cenário é favorável a esse fundo e por isso a indicação.

EDGA11B: o normal seria tirar esse fundo da carteira, visto que a alta de abril foi absurda e pode ocorrer uma realização de lucros nos próximos pregões. Mas seu DY ainda é alto e pode se manter nos próximos meses. Na nossa opinião, continua com um preço errado.

MXRF11: os proventos subiram novamente. Este fundo está sendo duplamente beneficiado, pelo elevação da SELIC / índices de inflação e pelo aumento dos proventos dos fundos que compõe a sua carteira.

FEXC11B: melhor fundo de papel do mercado, teve desempenho discreto em abril, mas seu DY continua elevado, merecendo a indicação.

4 comentários:

Uorrem Bife disse...

Já tá na hora deste XPGA deslanchar, mas o povo ainda tá muito ressabiado.

CEZ disse...

Tenho FIGS11 na minha carteira. Ele esta em RMG, e esta rendendo mais de 1% am. Estou seguro que este rendimento é alto perto do real, mas o quanto é arriscado manter este papel em carteira enquanto se aproxima o fim do RMG?

Paulo Vieira disse...

Não é comum um FII de shopping consegue manter um DY alto. O melhor era o PQDP11, mas com as reformas, o DY despencou. Shopping é algo que sempre precisa de novos investimentos para se manter na crista. O RMG do FIGS11 é longo, tem muito tempo para se avaliar. Vc precisa acompanhar o desempenho real do fundo, ou seja, a parcela do que foi pago em proventos já é proveniente da receita do shopping. No momento é de R$ 0,156 (pegue o relatório gerencial, divida o resultado líquido pelo número de cotas). Ao longo do próximos dois anos esse valor precisa subir. Se isso não acontecer, melhor pensar numa saída (venda). É um longo tempo. No momento não compensa sair ou trocar, por conta do baixo valor nominal e da alta rentabilidade.

CEZ disse...

Obrigado Paulo, era isso mesmo que estava vendo.
Porém, com a economia atual, tenho receio de um empreendimento novo como esse já nascer morto..
sou de uma cidade do interior de SP e estou vendo alguns empreendimentos como este ficarem vazios.
Estou preocupado, pois estou arriscando perder muito mais com a desvalorização da cota do que um alto rendimento que ele possa ter gerado nesses menos de 2 anos (uma vez que provavelmente sairei da posição antes do fim do RMG).