domingo, 12 de julho de 2009

Petrobrás 10/07/2009

Ainda falando de OCOs, abaixo temos um modelo de como funciona um típico OCO. Podemos notar que a cabeça representa o topo. O segundo ombro ocorre após a perda da LTA, o que implica na perda da tendência de alta. Podemos dizer que o segundo ombro é um pull-back, uma retomada, sem recuperar a LTA perdida, que passa a funcionar como resistência. Após a perda da linha do pescoço, temos um novo pull-back, dessa vez com a linha do pescoço funcionando como a resistência.

Observando em seguida o gráfico da Petrobrás PN, podemos notar que temos um OCO, até agora, perfeito.


2 comentários:

FGO disse...

OCOi na PETR4 60m

Já que os OCOs estão na moda (por sinal, ótimos posts, parabéns!), me parece a formação de um OCOi na PETR4 60m, com linha de pescoço nos 29,80, a ser testada amanhã! Se confirmado, poderia elevar a ação a 31,10 nos próximos dias...

O que você acha?

Abaco disse...

OCOs e OCOIs são comuns no intraday e no caso da Petr há um mais ou menos com essa projeção.