quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

LREN3 e VALE5: tendências e reversões

Dois ativos para explicar como identificar tendências e reversões.

Primeiro LREN3. Algumas pessoas acreditam que basta aparecer um martelo no gráfico para indicar uma reversão de tendência. Mas apenas o martelo não é suficiente. No caso da LREN3, pode-se identificar no gráfico que o martelo surgido em agosto foi acompanhado de um forte aumento no volume de negócios. Isso significa que não foi apenas uma simples correção da queda, mas uma reversão de tendência. Em 11/12 , após um período de alta, temos uma queda abrupta com a presença de gap. Esse é um gap de reversão de tendência, confirmado pelo forte aumento do volume de negócios. Observem que em 18/12 o ativo teve uma pequena alta, porém, não representou uma reversão, visto que não houve elevação no volume. O que ocorreu foi apenas uma correção, motivada pela situação de sobrevenda, apontada pelo IFR. Nos dois dias seguintes o ativo voltou a cair.

O segundo exemplo é o da VALE5. Novamente o volume indica claramente o momento da reversão de tendência, ocorrida no inicio de outubro, descartando a possibilidade de ser apenas uma correção de curto prazo. Posteriormente, funcionaram os suportes, representado pelo gann-fan e os limites do canal. O gann-fan foi tocado no final de novembro e novamente em dezembro, mas a ausência de aumento de volume nega a indicação de reversão de tendência, apontando para a possibilidade do surgimento de um triângulo. Uma reversão ocorreria caso houvesse a ultrapassagem da parte superior do canal com elevação do volume de negócios na ocasião.

LREN3 em 20/12/2007


VALE5 em 20/12/2007

2 comentários:

Ozz disse...

Estou iniciando os estudos sobre estes assuntos, mas confesso que fico receoso, lembrando do 5º Axioma de Zurique, "Até começar a aparecer ordem, o caos não é perigoso". Também fico receoso lembrando de artigo que li ontem, onde o autor dizia que 90% dos investidores perdem dinheiro na Bolsa, e isso é uma façanha, já que o gráfico aponta apenas crescimento no decorrer dos anos, e que eles perdem quando começam a usar justamente gráficos. De quaquer forma, você pode indicar material de estudo sobre análise técnica?

Abraço e parabéns pelo Blog

Ozz

Abaco disse...

Eu sugiro o livro do Márcio Noronha, "ANÁLISE TÉCNICA: TEORIAS, FERRAMENTAS E ESTRATÉGIAS". que pode ser obtido no site dele: http://www.timing.com.br/livros.htm.

Na internet há várias apostilas, mas o importante é não usar esquemas muito complicados.

Abraços